Especial: arroz integral

O coitado do arroz integral vive de lado nos pratos brasileiros, não é hábito na nossa terra e muita gente diz que não gosta sem nem provar. Eu prefiro ele ao branco, mas nunca fui fã do tradicional, isso ajuda. O integral é mais “crocante” e dá uma variedade de consistência perfeita para o paladar. Além disso, “a película tem uma maior concentração de fibras insolúveis que estimulam o sistema gastrointestinal. Além disso, contém grande quantidade de vitamina B1 que é praticamente ausente no arroz branco.”, afirmou o nutrólogo Maximo Asinelli, no portal Vila Mulher.  Segundo minhas informações/pesquisas/consultas, tem 3x mais fibra que o arroz branco!

arroz-integral

Foto: Vestindo Saúde

Para preparar é bem simples, coloca um tico de azeite, uma pitada de alho e cebola e põe para refogar, coloca água (2 xícaras para 1 de arroz), sal e alguma erva se quiser. Aí sim coloca o arroz, deixa lá 20 minutos pelo menos e se a água ressecar antes do tempo, coloca mais. Para deixar diferente e ainda mais nutritivo coloco algum legume no cozimento. Se for brócolis, coloque uns 3 minutos antes de desligar o fogo bem picadinho, se for cenoura – ralada – coloca uns 7 minutos antes.

IMG_7051

O meu com brócolis.

E é assim que tem sido meus almoços. Para incrementar mais ainda, pensei aqui (nunca usei, mas deve ficar bom): curry, molho pesto, alguma pimenta se gostar, manjericão, cogumelos e por aí vai. Resta usar a criatividade, menos se o acompanhamento for mais temperado, aí é melhor usar o básico mesmo, afinal apreciar sabores faz parte da refeição.